Duvida


De que será foi feita toda essa água?
E essa mágoa que corrói
Terá a manhã me perdoado
Por tê-la trocado pelas tardes de sábado?
Tudo isso dói.
Tudo isso sangra.
Sinto receios, tenho medo do fim.
Tem a questão da morte
Mas não é isso que me preocupa.
Não tocar o céu, ou ver as estrelas
Não ouvir o mar, ou ela respirar
Desejar pra sempre
E uma hora acabar.
Se a minha consciência
Me deixasse de lado
Se toda essa lógica
Abrisse a porta e partisse
Se eu pudesse então
Vê-la brilhar
Será o que será
Não vou duvidar.
Ocorreu um erro neste gadget