Manhã

Nasce a luz
As cores mudam.
Muda o azul, o verde e o laranja
O amarelo e o lilás também se encontram
Em instantes todas as cores dançam.

Acorda os galos e os trabalhadores
Aquela gente que a gente insiste em não perceber.
Pede licença a névoa gélida
Que aceita sem se enfurecer.

Deixa aquele cheiro suave
Que de memórias distantes
De momentos felizes
Fazem sorrisos aparecer.

As árvores balançam
Acordam os pássaros
Tratam de voar e cantar 
Gritar e abanar.

O silêncio não existe mais.

Sinal de vida.

Alegria no ar.

Um forte azul se entranha
Chega de manha
Chega a manhã.

Gente reclama 
Gente se alegra 
Mas sem muito pensar 
Todos percebem que mais um dia acaba de acordar.

0 Comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget